<$BlogRSDUrl$>

domingo, junho 04, 2006

a música e a ironia - 40 

Mal saiu do Subsídio de Desemprego, sentiu a necessidade de colocar os auscultadores e, de imediato, carregou no play para "More Than This", Roxy Music. LFB

a música e a ironia - 39 

Tive um amigo seminarista, em Angra, que gostava de pôr a tocar, a meio da tarde e alto e bom som na sua aparelhagem, "Fucking Hostile", dos Pantera. Ouvia-se bem dentro das lojas na rua, para lá das paredes do seminário. LFB

dos ínvios caminhos do google até ao DC 

vencedores do dia:

1. "qual (sic) diferença entre champanhe e whisky?"

2. "mulheres cavalas"

3. "adolescentes semi-nuas"
LFB

sábado, junho 03, 2006

mais googladas curiosas que tiveram esta casa como destino 

Top-du-jour

1. "quando acaba o desejo do marido pela esposa"

2. "jogos para fazer pentiados (sic)"

3. "ana lamy casamento com malato"
LFB

quinta-feira, junho 01, 2006

Amor, sexo, traição 1 


Our moral values are old, yet we respect them. Why?
Man who has no fear of the cosmic vacuum is afraid of the moral vacuum
Antonioni a propósito do seu filme L?Avventura

Este é um post acerca L?Avventura de Michelangelo Antonioni. Aventura e Amor.

Sandro é o namorado de Ana com quem esta vai passar férias apesar de estar sempre indecisa entre atirar-se para os braços de Sandro ou pôr termo à relação que é vivida a maior parte do tempo à distância.

Cláudia, amiga de Ana junta-se ao casal nestas férias pelas ilhas Aeolian. Ana testa o amor de Sandro de várias maneiras até desaparecer numa das ilhas- L?Isca Bianca.

Sandro e Cláudia procuram então reencontrá-la. Ao fim de um ou dois dias de buscas sem sucesso, Sandro já está a tentar seduzir Cláudia que a princípio lhe resiste.

No fim, não encontram Ana mas Cláudia descobre que Sandro a atraiçoa com uma irresistível morena. O filme acaba com Cláudia- que sempre reservou algumas dúvidas quanto a esta relação- a pousar a sua mão, em sinal de perdão, no ombro de um choroso Sandro.

Segundo Antonioni, neste final o casal experimenta piedade um pelo outro. Antonioni está a tentar mostrar-nos a nova aventura do amor.

Cláudia (Monica Vitti) e Sandro teriam atingido um novo patamar de sinceridade. Guiados por uma nova moralidade requerida pelo progresso científico dos tempos (anos 60) e que substituiria a moralidade do medo e da frustração, impeditiva de um verdadeiro eros.

A aventura proposta salda-se em repetir os clichés e estereótipos de ambos os sexos: o homem que atraiçoa a namorada com a sua amiga, a mulher que perdoa e em apiedarmo-nos pela limitações do nosso próprio sexo e espécie.

Clara


a música e a ironia - 38 

O suicida cortou os pulsos e, logo depois, "I love life", dos Pulp, passou na rádio. LFB

a música e a ironia - 37 

"It's summertime", dos Flaming Lips, nos auscultadores do avião rumo a Helsínquia. LFB

Referências à amizade como pretexto para a promoção de um espectáculo 

Há quase três anos, três dos autores deste blogue criaram um espectáculo juntos. Embora o Desejo Casar tenha desaparecido para permitir o presente e breve reencontro, o espectáculo que criámos nunca deixou de circular por todo o país, tendo já amealhado mais de sete mil espectadores e semelhante quantidade de insultos.
Os autores são Luís Filipe Borges e Nuno Costa Santos, com quem partilhei a aventura de construir um espectáculo chamado STAND-UP TRAGEDY. Este espectáculo será apresentado já neste fim de semana em Bragança.

Stand-up Tragedy | 3 de Junho | 21h30 | Teatro Municipal de Bragança
Bilheteira: 273 302 744 (Terça a Sexta: 13:00h às 18:00h | Sábados Domingos e Feriados - Só abre em dias de espectáculo) Mais Informações: Tel. : 273 302 740
TR

a música e a ironia - 36 

"So tell the girls that I am back in town", de Jay-Jay Johanson, em modo repeat no iPod de um travesti. LFB

inveja do LFB e de todos os tipos que têm amigos 

Podia citar mil razões, mas desta vez é porque "a música e a ironia" dele já vai em mais de 30 posts e as minhas "personagens" chegaram agora à primeira dezena. Até para o esbanjar num blogue moribundo, é preciso ter talento. TR

NOTA: O vírus do elogio entre amigos volta a atacar. É uma epidemia perigosa. Avisa-se a população! O contágio acontece entre aqueles que têm o hábito de demonstrar afectos, o que de si já deveria ser considerada uma patologia grave e merecedora de sanções judiciais. Uns porcos, esses amigos. Todos uns porcos. Também tenho inveja deles.

personagens 10 

não sabe se é jogador de futebol ou cocainómano
mas sabe, essa é a sua única certeza, que depende das quatro linhas

personagens 9 

se ele fosse um quadro era uma aguarela

personagens 8 

ele era tão solitário que fundou um partido
e ganhou as eleições só para se sentir acompanhado

quarta-feira, maio 31, 2006

googladas que correram mal e trouxeram aqui 

pratos do dia:

1. "desejo pó activo"

2. "rachel welch fumando cigarrillos"

3. "vida e obra de pedro álvares cabral"
LFB

Não há amor como à primeira 

É bastante evidente, por esta altura, que o regresso do DC salda-se por - pelo menos - um semi flop. Mas não custa nada assumir isto e até tem graça.
Foi tudo muito semelhante ao reencontro de um casal: de novo entusiasmados, esperançosos, se calhar mais até do que a primeira vez; ignorando subtil e mutuamente que estão mais velhos, ele com menos cabelo, ela com mais rugas, ambos já ligeiramente cansados da vida. Peso ligeiro mas o suficiente para trazer a preguiça e um certo cinismo.
O DC fechará definitiva e imediatamente portas mal atinjamos a marca simbólica de 200.000 visitas. Entretanto, lançaremos o nosso livro, daremos a nossa festa e, estou certo, publicaremos ainda alguns textos que valham a pena.
Por mim será uma despedida sem textos alusivos. Tranquila, imediata. Estou farto de dizer adeus e, já agora, um pouco aborrecido também com os olás. LFB

personagens 7 

ele é tão culto
se pudéssemos escrevê-lo
seria em itálico

personagens 6 

não se pode dizer que seja uma mulher abandonada
simplesmente porque nunca esteve acompanhada

personagens 5 

ele tinha tantos sonhos
precisou de um filho para os tornar realidade

terça-feira, maio 30, 2006

Great Britain 8 


Uma única frase slightly snobbish saiu da boca de Lord S.(em comentario ao modo como o filho guiava o barco atraves do canal):

He punts in the Cambridge style!

clara

desejo recomendar 

A NOITE AMERICANA convida-o a ir ao cinema, numa noite de Julho, na esplanada da Cinemateca. Até sexta-feira, é o leitor quem escolhe o filme, de entre um leque de sete películas de uma vida.
AB

segunda-feira, maio 29, 2006

Sub (21) rendimento 


Para Agostinho Oliveira, a explicação para o «fiasco» da prestação de Portugal no europeu de Sub-21, jogado em casa, encontra-se na imaturidade dos jogadores. Eu pensava que a imaturidade era própria da idade sub-21.

This page is
powered by Blogger. Isn't yours?